Porque cinco cidadãos polacos decidiram acionar o Estado polaco por inação no combate às alterações climáticas

Para cumprir os seus compromissos ao abrigo do Código Civil polaco e da lei dos direitos humanos, o Governo polaco deve reduzir as emissões do país em 61% até 2030 (em relação aos níveis de 1990) e atingir a neutralidade carbónica até 2043. No entanto, o Governo polaco faz parte de uma minoria de governos da UE que não anunciou qualquer estratégia a longo prazo para cumprir as suas obrigações ao abrigo do Acordo de Paris da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre as Alterações Climáticas (UNFCCC). Um grupo de cidadãos polacos achou que não podia ficar parado e acionou o Estado polaco, na defesa do interesse público.

Leia a notícia em clientearth.org.

Notícias Relacionadas

CERIMÓNIA DE ENTREGA DO PRÉMIO NELSON MANDELA 2024

No dia 18 de julho, às 18h30, o Auditório CGD do ISEG será palco da cerimónia de entrega do Prémio Nelson Mandela 2024 a António Garcia Pereira, advogado e antigo docente do ISEG.

Este website utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Para mais informação consulte a nossa Política de Cookies.